Brasil tem quase 2 milhões de armas nas mãos de cidadãos comuns, estima pesquisa

Pesquisa realizada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) estima que existam 1.840.822 armas nas mãos dos chamados ‘cidadãos comuns’ no Brasil (os que não fazem parte das forças de segurança). Os dados foram publicados já em 2021.

De acordo com o levantamento, o registro de posse de armas cresceu 100,6% desde 2017. Na esfera do Exército, o registro de CACs – caçadores, atiradores e colecionadores – cresceu 29,6%. Já o registro de armas de fogo teve um aumento de 97,1% apenas de 2019 para 2020. “Isso significa 186.071 novas armas somente no sistema da Polícia Federal”, afirma a pesquisa.

Critérios da PF

De acordo com a Polícia Federal, a aquisição de uma arma de fogo de uso permitido é concedida aos interessados que sejam brasileiros ou estrangeiros permanentes, tenham no mínimo 25 anos de idade e comprovem idoneidade, com apresentação de certidões negativas de antecedentes criminais fornecidas pela Justiça Federal, Estadual, Eleitoral e Militar. O requerente também não pode estar responder a inquérito policial ou processo criminal.

Ele deve, ainda, apresentar documento provatório de ocupação lícita e de residência certa, além de se submeter a testes de aptidão técnica e psicológica para o manuseio de arma de fogo.

Outro critério exigido pela Polícia Federal é uma explicação razoável, por parte do interessado, sobre o porquê de ele estar querendo possuir uma arma de fogo.

Deixe um comentário